URSI - União Radiocientífica Internacional


/ Atualizado em 08.01.2014

A União Radiocientífica Internacional (URSI) foi fundada em 1919 durante a Assembleia Constitucional do International Research Council, mas as suas origens remontam a 1913, como sucessor natural da Commission Internationale de Telegraphie sans Fil. Atualmente, é uma das vinte e sete uniões científicas filiadas no Conselho Internacional para a Ciência (ICSU).

A URSI tem por finalidade estimular e coordenar, à escala internacional, os estudos, investigações, aplicações, intercâmbio científico e troca de informação nos domínios das ciências da radioeletricidade e, em particular:

  • encorajar e promover as atividades no domínio das ciências da radioeletricidade e das suas aplicações pelo bem da humanidade;
  • encorajar a adoção de métodos de medidas comuns, bem como a comparação e aferição dos instrumentos de medida utilizados nos trabalhos científicos;
  • estimular e coordenar os estudos sobre: os aspetos científicos das telecomunicações utilizando as ondas eletromagnéticas guiadas ou não guiadas; a produção, emissão, radiação, propagação, receção e deteção destes campos e ondas, assim como o tratamento dos sinais; e a representação das ciências da radioeletricidade junto do público e das organizações públicas e privadas.

Tendo presente estes objetivos a URSI tem representação em diversas organizações internacionaishttps://www.anacom.pt/render.jsp?categoryId=127360.

Os membros da URSI são os comités nacionaishttps://www.anacom.pt/render.jsp?categoryId=250663, cujos pedidos de admissão foram aceites no decurso de uma Assembleia-geralhttps://www.anacom.pt/render.jsp?categoryId=292835 ordinária.

O comité nacional de Portugal tem a denominação de Comité Português da URSI e a respetiva atividade é assegurada pela ANACOM desde 2003.